Preview: segundo dia

3 maio

Confira o que os estilistas prometem levar para a passarela no 2º dia da Casa de Criadores.

Desfile da P´tit na Casa de Criadores Verão 2007

P´tit
Em sua 6ª coleção para a Casa de Criadores, os estilistas do coletivo evocam o robô e sua existência programada, sem instinto ou livre arbítrio, desprovida de alma e de humanidade.

Tecidos: organza, organdi, cambraias, tules e tecidos antigos garimpados.
Cartela de cores: esfumaçadas, entre elas cinza, azul, preto, roxo, branco, além de tons metalizados.
Volumes e formas: ora aparecem soltas e amplas, ora estruturadas e próximas ao corpo.
Acessórios: não divulgado
Styling: equipe P´tit
Trilha sonora: Rodrigo Ferrari e Aline Taleban

 

Ivan Aguilar
A coleção é inspirada nas obras de Raphael Samú, artista plástico paulistano nascido em 1929, cuja especialidade eram os mosaicos.

Tecidos: lãs, sarjas, acetatos, couro e couro vegetal.
Cartela de Cores: marrom, musgo, cinza e preto.
Volumes e formas: simétricos, clássicos e com pitadas de oversize.
Acessórios: não divulgado
Styling: Mauricio Iânes.
Trilha sonora: Max Blum


Desfile de Fabiana Bauman na Casa de Criadores Verão 2007

Fabiana Bauman
A expressão do corpo e o lado abstrato da alma são os temas centrais da coleção. O ponto de partida foi a exposição Tatuagens do Infinito, da artista plástica Laura Miranda, que tratou da questão existencial do ser humano. Nesta exposição, a estilista foi contagiada com o desenho de esqueletos de corpos da ‘tatuagem’ da artista.

Tecidos: cambraia de algodão com seda, viscose com lycra, dupla viscose, jersey de lã, lã fria e wool cashmere.
Cartela de cores: gelo, avelã, fumaça, ametista, limone e fúcsiaVolumes e formas: peças amplas, balonês, linha A e evasês.
Acessórios: cintos, tornozeleiras e munhequeiras em chamois franzidos.
Styling: Deoclys Bezerra.
Trilha sonora: Jhonny Luxo


Weider Silveiro
O estilista abusa da metalinguagem e utiliza o próprio inverno, com suas formas, cores e materiais, como inspiração para criar as roupas desta estação.

Tecidos: tricoline, lãs e malha de viscose.
Cartela de cores: azul royal, preto, cinza e berinjela.
Volume e formas: não divulgado.
Acessórios: não divulgado.
Styling: Juliano Pessoa e Zuel Ferreira.
Trilha sonora: Jackson Araújo

Desfile da marca Briza abre 20ª Casa de Criadores

Briza
Inspirada no filme Metropolis, de 1920, a coleção mostra “os maiores medos” do estilista. “É sobre o frio hospitalar das maquinas cirúrgicas e sujas de graxa. Sobre a interminável luta ente manual e industrial. Entre o sonho e aquilo que é de verdade”, explica.

Tecidos: voal, cetim, tafetá de seda pura, moletons e malharia.
Cartela de cores: preto e todos os tons de cinza.
Volumes e formas: não divulgado.
Acessórios: não divulgado.
Styling: Briza
Trilha sonora: Laima Leyton


Walério Araújo
A coleção aposta nos trajes noturnos escolhidos para bailes, festas e coquetéis chiques. Suas mulheres são glamurosas, despretensiosas e ousadas.
Tecidos: aviamentos, devorê, veludo, tafetá e jacquar.
Cartela de Cores: preto e marfim.
Volumes e formas: justas, amplas em comprimento e clássicas até os joelhos.
Acessórios: brincos de pérolas e cristais black, sandálias, scarpins e botas curtas com salto Anabela, entalhadas com pérolas.
Styling: Maurício Ianês.
Trilha sonora: Jackson Araújo
  

– Todas as fotos deste post são de Alexandre Schneider, do Uol

Postado por Glauco Sabino/ descolex

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: