O mundo Animale

7 jun

BITI DIZ: O desfile da Animale, que acaba de acontecer, foi uma boa surpresa. O ponto de partida foi o filme Thelma & Louise, clássico dos anos 80 estrelado por Susan Sarandon e Geena Davis. Na passarela, somente looks com comprimento micro, principalmente vestidos e minissaias. Estampas inspiradas em lenços, couros metalizados, malhas de metal, cavas generosas e modelagens interessantes acenderam o desejo, na passarela negra com imagens de labaredas ao fundo.

Neste instante, Ricardo Oliveros está se dirigindo ao camarim para conversar com Priscilla Darolt, que assina o estilo, e descobrir mais detalhes. Daqui a pouco ele conta tudo aqui. Aguarde!

LUIGI DIZ: Também gostei da Animale. Me surpreendeu, para falar a verdade. Esperava uma coisa muito mais vulgar e agressivo, mas ao contrário, acho que a Priscilla conseguiu traduzir bem o estilo femme fatale da marca, sem cair em exageros e clichês. Os looks metalizados são ótimos e a idéia da estampa tipo lenço também é bem boa.

FERNANDA DIZ: Muito bom pra mulherada saber que tem como ser sexy na sutileza – os looks tipo lenço, que pegam mais leve no decote + cumprimento curto ao mesmo tempo, são exemplos incríveis. Que na vida real a gente usa a medida quanto mais curto, menos decote (e vic-versa). Mas se no look não tem nem muit um e nem muito outro, só a leveza, o caimento e o toque do tecido já deixam qualquer uma super sexy. Né?

OH! DIZ: Achei que a imagem da mulher foi bem forte, coisa que tem acontecido pouco por aqui. Muitos desiles preferem encarnar uma mulher mais jovem e gosto da Animale por assumir que sua mulher na verdade é um mulherão (como faz a Lenny na moda praia e o Reinaldo Lourenço aqui em São Paulo). Parabéns pra Priscilla por conseguir, cada vez mais, diferenciar a Animale da sua própria coleção.

OLIVEROS DIZ: Em entrevista no backstage, Priscila Darolt, comenta o desafio de equilibrar a moda sexy da Animale: “No verão procurei equilibrar a sensualidade com mais volume na parte de cima, especialmente nas mangas, com comprimentos bem curtos”.

Esta declaração é uma síntese de uma idéia bem sucedida. O foco da Animale, a moda hiper sensual, com muita estampa de bicho, especialmente, a onça, tem sido modificada pouco a pouco. Os lenços, que já apareciam nas coleções de Priscila, ganharam versões pops, sendo uma extensão da própria roupa. O hipercurto da marca fica realmente equilibrado com as contruções mais sofisticadas e com volumes bem utilizados . O vestido rosa com mangas bufantes foi comentado pela estilista: “Depois que ele ficou pronto, pensei que poderia ficar muito bem no meu desfile…”.

A modelo Jeisa Chiminazzo, que depois de duas temporadas ausente, foi um boa escolha da marca para este momento de nova sensualidade. Seu andar cool, seguro e chic fez a diferença. Claro que para a campanha, a super-requisitada Raquel Zimmerman continuará soberana. Mas foi bom ver uma outra postura na marca.

Anúncios

Uma resposta to “O mundo Animale”

Trackbacks/Pingbacks

  1. Oficina de Estilo » fashion rio: toque sexy - 8 de junho de 2007

    […] levinho, que envolve de um jeito mole e que dá vontade de tocar. A Animale vestiu suas meninas de vestido-lenço e o Walter super fez jérsei (pai dos sexies!), e olha que imagens mais legais! Sutileza é tuuuudo […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: