Osklen

14 jun

Veja o final do desfile da Osklen, intitulado United Kingdom of Ipanema.

LUIGI DIZ: A Osklen apresentou um dos melhores desfiles do dia de hoje. Fiel a seu estilo e com boas peças, tanto para passarela como para a vida real. O feminino vem em formas e silhueta mais soltas, se aproximando do corpo somente na cintura, que é quase sempre marcada. Se os decotes são comportados na frente, nas costa é o oposto. Muitos vestidos avental com as costas totalmente de fora. As saias, quando compridas ganham bons volumes, com pregas e dobras.

LUIGI DIZ: Para os meninos, a silhueta se aproxima mais do corpo, mas sem marcar e apertar muito. Conforto é a palavra neste verão. E para isso, muito tecido natural e leve, como linho, seda pura e voil. A sobreposição da camadas também é outro hit da estação, aparecendo aos montes e de forma inteligente na coleção da Osklen. Seja camadas de roupas – como nas boas parkas sobre calça seca e camiseta de algodão bem fininha no masculino -, seja nos vestidos com várias camadas, como que drapeados – como aquele que abriu o desfile. A cartela de cores é simples, começa com beges e crus, passa para um colorido arco-íris, meio tie-die, e termina com pretos e cinzas, as vezes metalizados.

BITI DIZ: Fiquei curiosa para ver de perto e tocar o tecido feito de fibra de carbono. Ele apareceu no final, nas peças com trama mais pesada, em preto. Será que tem um toque confortável? Será que tem memória, como os fio metálicos que estão em alta? Pesa ou é leve? Dúvidas, muitas dúvidas…

OLIVEROS DIZ: A Osklen tem a seu favor a descoberta de um nicho, que me lembra quase que uma  piada em convites antigos: traje esporte-chic. Já tem seus clássicos como o vestidão com as pontas pregadas irregularmente, o shortinho justo de cintura alta, a cartela de cores entre branco e off-white, o exercício sobre o utilitário nos casacos e por aí vai.

BITI DIZ: Outro dia, numa rodinha de amigos fashionistas, alguém questionou quais seriam as grandes marcas (grandes no sentido industrial, mainstream) com personalidade própria. Note que não falávamos de estilistas-criadores. O único nome que ocorreu aos presentes foi a Osklen.  Acho que este é o trunfo da marca, fazer um desfile que é sempre meio igual e sempre um pouquinho diferente. Eu gostei dos linhos crus, dos amassados, dos cinzas.

08ver_spfw_13_06osklen_f_031.jpg Vestidão onipresente Osklen (Alexandre Schneider/UOL)

OLIVEROS DIZ: No Verão 2008,  num desfile irregular, com altos muito altos e baixos, como a série de arco íris e alguns saiões que ficam melhores na Maria Bonita (talvez), teve uma interessante linha areia com tecidos em tom de areia resinados, feitos a partir de retângulos, num bonito efeito de construção, que foram repetidos nos chapeús.

08ver_spfw_13_06osklen_f_001.jpg Vestido construtivo (Alexandre Schneider/UOL)

OLIVEROS DIZ: O que não me sai da cabeça foi o próprio Oskar no final do desfile. Cada estilista tem sua maneira de agradecer (dramático como Galliano, a corridinha do Tufi, a timidez de Miuccia), mas o que era aquela parada com a mão no queixo meio que admirando sua coleção, hein??? A sorte, é que ele continua cada vez mais bonito, concorda?

GLAUCO DIZ: Logo após ao desfile, fui ao backstage tentar pegar algumas impressões do Oscar Metsavaht sobre a sua coleção. Como era de se esperar, a imprensa estava toda em cima dele. De qualquer forma, deu para fazer um vídeo legal onde ele comenta as inspirações para coleção e os tecidos utilizados. Confira!

Anúncios

2 Respostas to “Osklen”

  1. Regina 14 de junho de 2007 às 10:12 pm #

    Sempre acho Osklen muito chique para garotas. Chique mesmo, inteligente, confortável, bonito e atemporal.
    A palavra, na falta de tradução, é flathering.
    E mais uma vez, o Oskar Metsahvat acertou na mão.
    Lindo de morrer. Melhor ainda fechando com Mercy Mercy Me…

Trackbacks/Pingbacks

  1. Oficina de Estilo » Blog Archive » spfw: neon e a rainha do carnaval - 15 de junho de 2007

    […] Surprises’, e quando começou a tocar a gente já sabia o que ia ver: a Neon, como a Osklen, descobriu um ‘nicho’, uma fórmula que só eles têm, por isso não precisam se […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: