SEJA NARA!

18 jun

OLIVEROS DIZ: SENTA, QUE LÁ VEM MAIS UMA PIAUÍ!

“Nara Leão ajudou a comprovar que um povo cria e constrói sua cultura de vigor e valor como eco do que esteja com ele ocorrendo. E os autores e propagadores dessa cultura são por ele consagrados e aceitos quando possuem, além da qualidade artística, o valor simbólico de representar vivências e sentimentos profundos. Nara Leão representou o sentimento da liberdade neste país, a artística, a política, a existencial. Temos, portanto, deveres de gratidão. Diante de opressão e censura, a manifestação artística é sempre o primeiro brado através do qual a rebeldia se estabelece”. Arthur da Távola

fita.jpg

O encontro hoje de Ronaldo com Nara tem exatamente esta qualidade. Diante de tanta mesmice, de tanta tendencite, de tanta globalização no mundo da moda, quando, além da qualidade técnica inegável do estilista, ele acrescenta valores profundos a um mundo tão banalizado, sinto que a única coisa que posso fazer é simplesmente agradecer este momento de suspensão.

Em suas coleções Fraga fala sempre de um Brasil que não aconteceu, e que por instantes você sente que ainda é possível despertar este gigante adormecido de sua própria natureza.

Retomar o significado da moda na moda não é tarefa fácil. Muitas leituras podem ser feitas dentro da coleção de hoje. Porém o que eu gostaria de destacar é o que está por detrás de cada detalhe, que nada ali é por acaso.

“Nossa, olha que lindo aquele sapatinho-fusca”! Sim, é lindo, mas sabia que e é o mesmo fusquinha azul bebe conversível que Nara dirigia no Rio?

fusca.jpg

“Aquela estampa é uma favela?” Sim, porque uma das músicas mais importantes de protesto contra a ditadura feita por Zé Kéti dizia:

“Daqui do morro
Eu não saio, não
Se não tem água
Eu furo um poço
Se não tem carne
Eu compro um osso
E ponho na sopa
E deixa andar
Fale de mim quem quiser falar
Aqui eu não pago aluguel
Se eu morrer amanhã, seu doutor
Estou pertinho do céu”

favela.jpg

O mesmo céu estampado no último vestido, que nas costas temos o desenho feito no dia 7 de junho de 1989 por Elias Andreato, e que nunca foi mostrado. Andreato quando soube que o mineiro ia fazer uma coleção sobre a Nara, ofereceu o desenho e disse que ele poderia fazer o que bem entender com ele. Foi um luto que só foi desfeito agora, com um pedido explícito Seja Nara.

ceu.jpg

O que é ser Nara?

“Num país que tantas vezes se marca pelo excesso e pelo elogio da extravagância, numa cultura muitas vezes sinuosa e bagulhenta, a elegância de Nara Leão, sua voz limpa e serena, suas idéias tão claras, são uma jóia de inestimável valor, uma exceção exemplar. Atrás da doçura e da meiguice da figura pública, estava uma mulher rigorosa, de uma luminosa radicalidade, que exigia de si mesma e do mundo à sua volta a virtude permanente da verdade.” (Carlos Diegues – O Globo – 10/04/99)

Ronaldo Fraga me contou tudo isso numa conversa no camarim antes do desfile. E contaria para qualquer um que se dispusesse a ir lá perguntar. Pena que no mundo insano da moda online, não dá tempo de parar para conversar.

Felizmente hoje deu. Porque estas conversas que tenho, me dão a falsa impressão, que já pré-parado vou conseguir um certo distanciamento crítico e não me emocionar. E consegui, até que depois do agradecimento, Fraga sobe e canta junto com a Fernanda Takai, a música que Roberto Carlos fez para o Caetano exilado em Londres, “Debaixo dos caracóis do seu cabelo”.

fernanda-e-ronaldo.jpg

Nesta hora me deu “um soluço e a vontade de ficar mais um instante”.

Me desculpem se eu não falei explicitamente sobre a coleção, confio que o povo daqui vai fazer isso, ok?

BITI DIZ: Obrigada pelo texto, Oliveros! Fiquei emocionada de novo, revivendo o desfile através de suas palavras. Para mim, você disse mais sobre a coleção do que qualquer outra pessoa/crítico que se dispusesse a descrever o desfile. Afinal, como disse Saint Exupery, “o essencial é invisível aos olhos”. A frase é batida, mas verdadeira e apropriada. Ainda bem que existem estilistas como Ronaldo Fraga, capazes de resgatar a alma da nossa cultura adormecida, tão desgastada por estrangeirismos, pela falta de memória.

OFICINA DE ESTILO DIZ: As formas eram bem sessentinha, com comprimentos acima dos joelhos e mais soltinhos embaixo – mas afunilando, pra marcar a forma “tulipa”. Em geral todas as formas são mais contidas do que o usual do universo do RF, dessa vez não sobra tanto tecido. Tudo tinha explicação pra estar ali, o que é a parte mais legal: a consistância intelectual e emotiva do design faz toda a diferença. (Não faz?)

OFICINA DIZ: A gente amou os vestidos com dobras e transpasses, as bermudas super amplas (quase bermudas-saia!), os tecidos que pareciam, os jogos de listras e xadrezes que ele montou nas peças mais gráficas e as bolsas (ai, as booooolsas!). E a gente saiu da sala comentando que quer tudo (quer ver um vídeo do final do desfile? dá o desconto da tremedeira e clica aqui!)! Agora a gente vai correr pra conhecer a loja nova e esperar tudo chegar lá, bem bem ansiosas.

Fotos: Alexandre Schneider/UOL

Anúncios

13 Respostas to “SEJA NARA!”

  1. Ilana 18 de junho de 2007 às 11:59 am #

    Que texto mais lindo!

  2. flavia d. 18 de junho de 2007 às 2:04 pm #

    foi a melhor descrição do desfile q vi até agora. estive lá, realmente foi bem emocionante!! ;~~

  3. Alessandra Carvalho - Lain 18 de junho de 2007 às 2:35 pm #

    Oliveros, lendo o seu texto, neutralizei outros comentários “pouco caso” que vi sobre o desfile internet afora. Eu gosto das brincadeiras pseud0-infantis que o Fraga faz. Pior, que eu nunca o vejo fazendo a “modinha para adultos” que muita gente solicita dele. Eu o vejo fazendo… teatro, poesia, reinvindicação, e isso tudo através de outdoors ambulantes (as roupas). Mas maioria de críticos quer ver roupinha cabível. É isso.. Fora a Takai, pra mim, que não estive lá… foi tudo um show! 😉

  4. IVAN AGUILAR 18 de junho de 2007 às 5:30 pm #

    Oliveros,
    Fiquei impressionado com o texto. Voce está mudando a forma de olhar e sentir um desfile de moda, ou mesmo uma apresentação. Cara, sabe o que é mais maravilhoso???? Não fui à esta temporada do SPFW, mas…, fico esperando ansiosamente os seus artigos, pois deles extraio a essência do que realmente importa.

  5. Regina 18 de junho de 2007 às 8:58 pm #

    Eu sou fã do Ronaldo, parcial como todo fã, mas foi lindo demais, né não?
    Rico dentro daquele jeitinho delicado…
    Lindo!
    Oliveros, texto incrível! Prazer em te ler.

  6. marcia 18 de junho de 2007 às 9:55 pm #

    Lindo o texto, parabéns!!!
    Realmente, Ronaldo faz a diferença!
    Beijos Marcia Disitzer

  7. déborah de paula 18 de junho de 2007 às 11:26 pm #

    Sou fã do Ronaldo e por isso sempre me acho suspeita ao avaliar as coleções dele. Foi bom vir ao blogview e perceber que as emoções que ele desperta em mim desperta em muita gente. Descubro então que não precisa ser fã, basta ser sensível para ver (escutar) que o Ronaldo anda fazendo música e poesia pra gente vestir e assistir.
    obrigada Biti e Oliveros. um beijo, Déborah de Paula Souza

  8. Luciene 19 de junho de 2007 às 3:11 am #

    Belíssimo texto, Mister Oliveros. Sou “antiguinha” e fã de Nara bem antes de tornar-me aficcionda de RF. Muita merecida a homenagem de RF à Nara, sua vida e obra. Meu desejo é que, de tudo o que se viu nestas semanas do Rio e São Paulo, ao menos esta coleção, possa “mudar as pessoas”. (Citando RF que diz “que a moda não muda o mundo, muda pessoas”.)

  9. vitor angelo 22 de junho de 2007 às 3:54 am #

    seja nara, oliveros!
    quer dizer, você a foi!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Oficina de Estilo » Blog Archive » spfw: ronaldo fraga! - 18 de junho de 2007

    […] do RF, dessa vez não sobra tanto tecido. Tudo tinha explicação pra estar ali, e no BlogView tem texto do Oliveros explicando toda essa poesia. É um texto obrigatório pra quem quer entender e […]

  2. Ronaldo Fraga faz desfile memorável « Fora de Moda - 19 de junho de 2007

    […] LEIA O TEXTO NA ÍNTEGRA NO BLOGVIEW […]

  3. Ronaldo Fraga é processado pela família de Nara Leão « Fora de Moda - 28 de junho de 2007

    […] É como canta Caetano Veloso: “A força da grana que ergue e destrói coisas belas.” Para o amigo, Fraga, só tenho a dizer: SEJA NARA!!!! […]

  4. Balanço 2007: fatos que marcaram a moda « fora de moda - 19 de dezembro de 2007

    […] cultura apareceu bem em vários desfiles, como Lenny Niemeyer e Oscar Niemeyer e Adriana Varejão, Ronaldo Fraga e Nara Leão, os carnavais de Glória Coelho e Do Estilista e Rio de Janeiro antigo, Maria Bonita e movimento […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: