as donas da personalização

17 jul

OFICINA DIZ: A legendária Regina Guerreiro disse num seminário fashion no ano passado que “o mundo ficou um lugar meio tedioso, as pessoas estão se vestindo igual, estão industrializando a mesmice.” A gente concorda. Falamos em estilo pessoal, em individualização e personalização o tempo todo, mas ninguém é tão original quando se depende do mercado: tudo que a gente veste vem das mesmas lojas, dos mesmos shoppings, dos mesmos lugares, não?

costureirasblogview2.jpg
as costureiras da tarsila!

OFICINA DIZ: Durante a segunda guerra mundial a recessão e o racionamento de tecidos obrigou a mulherada a se virar pra conseguir um look bom: “devido ao aproveitamento de sobras de tecido tornou-se moda o debrum de outra cor nas golas, mangas, etc; ou a gola, tampos de bolsos e acabamentos em outro tecido, servindo de enfeite para os momentos de crise econômica”, foi o que o professor João Braga escreveu num artigo antiguinho para a revista Costura Perfeita. As melheres da década de 30 customizaram por uma necessidade. A gente acha que hoje há uma outra necessidade, diferente da delas: só dá pra individualizar (de verdade!) quando a gente mesmo põe “a mão na massa”. Como não dá pra tecer o prórpio tecido, tingir em casa, criar, modelar, costurar… quem salva a gente são as costureiras! Tipo tem que ter, essas senhorinhas que salvam a gente na hora dos ajustes e acertos também podem salvar a gente no look todo.

festas-juninas-bv.jpg
infância na costureira: montação pra festas juninas!

OFICINA DIZ: Uma delícia adaptar uma peça pra que fique perfeita pra gente: mudar uma manga, diminuir uma prega, subir uma bainha (fundamental!) ou acrescentar um botãozinho a mais pode fazer toda a diferença. Mais delícia ainda ver materializada, pelas mãos dessas fofas, uma criação/inspiração/invenção autoral, nossa! Tipo parte de cima do vestido da celebrity com a parte de baixo vista numa vitrine – na medida perfeita, construída sobre o corpo, com cuidado e carinho, com as mãos. Escolher tecidos, então…! Quem mais tem looks assim, “desenvolvidos” em conversinhas entre duas pessoas apenas, na intimidade de ateliês quase sempre simples? Só quem tem uma costureira incrível!

vestido-de-casamento-da-cris-bv.jpg
vestido de casamento TEM QUE ser personalizado, né?

OFICINA DIZ: Mais do João Braga: “interferir naquilo que já está pronto ou mesmo criar uma nova peça que seja única ou individualizada; pegar alguam coisa e transformá-la em outra – a palavra ideal da língua portuguesa para identificar esse processo é ‘personalização’. E nisto brasileiro é craque, talvez até mesmo por necessidade de expressar criatividade. Qualquer costureira das mais simples sabe o que é fazer uma reforma de roupa e inventar alguma coisa nova a partir de algo já existente.” E se a gente tem repertório, se tem história pra contar, a gente tem estilo. E dá pra imprimir isso em vontade autêntica, super pessoal, não dá?

ronaldo-fraga-e-as-costureiras-bv.jpg
ronaldo fraga homenageou: suas costureiras foram pra passarela! – a gente tá no mesmo time

OFICINA DIZ: Mas será que a gente é craque nisso mesmo? Que todo mundo quer ‘expressar criatividade’, mas e o medo? E o preconceito? Fora de SP a coisa rola muito mais tranquila, mas aqui tem meio uma tensão em relação à costureiras e à “roupa mandada fazer”! Se for por falta de indicação de gente super bacana e cheia de habilidade, aqui tem a listinha de profissionais que trabalham com a Oficina, sempre incríveis. E todo mundo pode contribuir nos comentários com contatos de costureiras bacanas de outros lugares, pra gente montar uma agenda exteeeensa. Que tal?

Anúncios

13 Respostas to “as donas da personalização”

  1. Glauco Sabino 17 de julho de 2007 às 7:13 am #

    Ai, valeu por dividirem as costureiras com a gente! Sempre preciso de uma e nunca sei onde correr… 🙂

  2. Laura 17 de julho de 2007 às 2:01 pm #

    Oi meninas, parabéns pelo post e por lembrar dessas profissionais. Com a profissionalização do mercado ninguém mais quer assumir essa função, considerada “chão de fábrica”. Contudo são pouquissimos os estilistas que conseguem pilotar a máquina de costura com maestria.
    Acredito (e espero) que num futuro breve, as costureiras valerão ouro, como já está acontecendo com as modelistas. beijo

  3. jovemdama 17 de julho de 2007 às 2:08 pm #

    Oi… eu ainda acho que a gente tem que perder essa urgência de consumir o que está pronto e usar sem digerir. Ninguém mais tem paciência pra escolher um tecido, discutir uma roupinha com a costureira – ou cam a mãe, a tia, a avó, ou o cabelereiro-maquiador-costureiro-pintor (que é o caso do meu amado Angelo) – e fazer as várias provas, antes de poder levar pra casa aquele embrulho que é produto da sua vontade e criatividade e colaboração com outra pessoa.
    Eu, que acabo modelando e costurando um monte das minhas coisas, assim só porque não acho o que eu quero, não entendo entrar numa loja e sair com pilhas de roupas que várias pessoas têm e vão usar do mesmo jeitinho que você.
    Sabe como?

  4. Samuel Mendes Vieira 17 de julho de 2007 às 3:40 pm #

    É como eu disse uma vez, todas as décadas deixaram seu legado fashion, os anos 90 nos deixaram o vintage e a customização das peças, num mundo tão global e cada vez mais uniformizado, aparece quem sabe fazer a difernça!! Vou fazer uma “it” lista de costureiras boas da minha cidade e te mando por email Fê, Mil Beijocas!!!

  5. dusinfernus 17 de julho de 2007 às 4:42 pm #

    brilhante, deixou a cabeça fervilhando de idéias pra costurar outras idéias!!!

  6. forademoda 17 de julho de 2007 às 6:14 pm #

    Que texto incrível e que pesquisa de fotos ótimas!!! Adorei tb que vcs passaram os contatos das costureiras. E que contatos, hein? Doido para conhecer Dona Lorinha!!!!

  7. Laura 17 de julho de 2007 às 9:56 pm #

    a Nalva é a melhor costureira que existe. Amo ela.

  8. matheus 17 de julho de 2007 às 11:53 pm #

    SIM, SALVE AS COSTUREIRAS.
    Justamente por esse enquadramento das roupas, eu uso meu ócio e minha criatividade pra mandar ver na personalização, eu crio e corto, mas a parte profissional e o acabamento ficam por parte das costureiras, quase todo dia eu mando um trabalhinho pra elas ahahahahah.

    ótimo texto.

  9. Tati Lie 18 de julho de 2007 às 6:24 am #

    Adorei o texto pois prezo pelo trabalho de costureiros, assim como o de alfaiates e sapateiros. Seria ótimo falar também dessas duas profissões assim como compartilhar contatos de bons profissionais.

  10. Thaís Suzuki 11 de outubro de 2007 às 1:28 pm #

    (…) “Shizue Uehara mora em Curitiba e ocasionalmente recebe clientes procurando vestidos de formandas, madrinhas de casamento, noivas ou simplesmente vestidos que as façam se sentir lindas e únicas. (…)

    http://thafashion.wordpress.com/2007/10/10/vestidos-especiais/

Trackbacks/Pingbacks

  1. Oficina de Estilo » Blog Archive » costureiras e personalização no blogview - 17 de julho de 2007

    […] né, gente? Estamos “todas todas” no BlogView, com textinho pró-costureiras. A gente usa, adora e recomenda – tem jeito melhor de ser original, […]

  2. Oficina de Estilo » Blog Archive » roupa de menino - 25 de julho de 2007

    […] boa pra quem é fanática pela peça (que nem eu) é mandar fazer em camiseiros. Bem no clima “personalize” do post sobre costureiras do BlogView, camiseiros são ótimos porque fazem no tecido que a gente […]

  3. TENDÊNCIA AGORA É VONTADE : OFICINA DE ESTILO: MODA PRA VIDA REAL - 12 de janeiro de 2010

    […] identidade visual. Com consistência, com coerência, com algum élãn, sem chatice, sem regrinha. Ninguém depende de direção de ninguém pra se vestir como realmente é – e pra se enxergar direitinho em frente ao espelho, né?!?? Tags: high-low, mercado da moda, […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: