Inútil, a gente somos inútil!!!!

29 jul

acosta12.jpg

OLIVEROS DIZ: Essas últimas semanas marcadas pelo caos aéreo, pela tragédia do acidente da TAM, pelos Jogos Panamericanos, algo me incomodou. O Brasil de um lado comovido pela tragédia, por outro feliz, com o Pan, e irritados com a inoperância aérea, e a gente aqui falando de moda? Discutindo se existe moda de rua, o último grito, a dança das cadeiras do mundo fashion…Aquela dúvida de sempre: será que somos alienados e fúteis???Fui tentando me acalmar e me lembrei do desfile do Adriano Costa, (uma das minhas performances como modelo, UIUIUI), que duas frases sintetizaram a coleção: A moda não vai salvar o mundo e A arte não vai salvar o mundo. Sim, a mais pura verdade.Depois, me lembrei de uma conversa no Fashion Rio com uma editora de moda de uma revista que não é de moda, e ela contou que a diretora de redação sempre ligava dizendo: “Ai, já que você está aí SÓ vendo desfiles, será que não daria para…” e o quanto ela ficava incomodada com a palavrinha SÓ. Sim, nas redações de jornais e revistas, a maioria acha que estamos lá nos divertindo e que moda é assunto menor, não é Alcino Leite, não é Vivian Whiteman?

Quando eu fui cobrir o TIM Festival no ano passado, no segundo dia, a maioria reclamava do cansaço, de como era desgatante assistir e escrever sobre um monte de shows. Com meus botões ficava eu repetindo: imagine esse povo durante uma semana de moda, como eles ficariam no segundo dia??? Sim, uma cobertura de moda começa de manhã por volta das 10h e termina quase às 23h. Quem faz cobertura online, não é Carol Vasone? E quem tem que publicar notas, não é Doris Bicudo, não é Jeff Ares?

E quem faz TV e ainda tem que publicar matéria em jornal? Não é Sylvain Justum?

E pior, não dá para usar uma calça jeans e uma camiseta qualquer como no TIM. Temos que estar impecáveis, chics no último, porque é isso que se espera de quem “mexe com modas”, não é Maria Prata?

Uma das formas de eu entender o mundo é vê-lo como uma grandiosa engrenagem. Se cada um fizer seu papel, ou seus vários papéis bem, tudo sai melhor. Se cada um compreendesse sua função dentro de um complexo emaranhado de relações, ações, reações, tudo seria mais fácil. Sim, eu sei, não é fácil. É um aprendizado longo, às vezes penoso, às vezes glorioso, descobrir o que a gente está fazendo aqui neste mundo, afinal.

Nosso papel e de muitos blogues de moda é esse: entender esse complexo mundo de infinitas relações e se alguém acha que é fútil/inútil, sempre vale a pena olhar o mercado. De acordo, com a ABIT: “Hoje, o setor envolve mais de 30 mil empresas e emprega aproximadamente 1,5 milhão de trabalhadores brasileiros. O setor têxtil visa recuperar a participação de 1% no mercado mundial, o que representa elevar o volume de exportações para US$ 4 bilhões/ano até 2007. São metas ambiciosas, mas com o planejamento adequado são compatíveis com a realidade brasileira. Para conquistá-las, novos investimentos em tecnologia serão fundamentais. O Brasil já possui a maturidade empresarial necessária, além da criatividade de nossos profissionais”.

O mercado de moda no Brasil produziu no ano passado 5,6 bilhões de peças (vestuário, meias e acessórios) e consumiu 1 milhão de toneladas de tecido, gerando US$ 15,9 bilhões. O investimento das 17,5 mil empresas que atuam no segmento foi da ordem de US$ 103,6 milhões.

É claro que enfrentamos muitos fantasmas apesar deste número. Veja alguns deles em O sucesso da moda brasileira , que procura entender a nossa pequena participação no mercado global da moda.

Buenas, o que estou querendo dizer, é que isto é só um levantamento quantitativo do mundo da moda. Quando escrevo, ou quando leio cada blogue de moda, sei que por trás de cada post, por trás de cada comentário, estamos comprometidos em revelar culturas, pensamentos e relações que não são mensuráveis. Talvez daí seja a origem do meu incômodo. O que estamos falando nem sempre é visível aos olhos. O que estamos falando é de um mundo em que temos esperança. A moda foi nosso meio para expressar um fim que todo mundo almeja: um mundo melhor.

Um mundo em que os aviões não caem, um mundo que a gente posso sempre comemorar, um mundo que a gente possa ir e vir como queremos. Nós estamos fazendo nosso papel. E você, que ainda acha que a gente somos inúteis, está fazendo o seu?

acosta6.jpg

PS: Fugi um pouco do meu tema, mas viver de moda é uma arte

Anúncios

12 Respostas to “Inútil, a gente somos inútil!!!!”

  1. Mariana 29 de julho de 2007 às 1:36 pm #

    Adorei o texto, disse td! parabéns.

  2. Oficina de Estilo 29 de julho de 2007 às 2:20 pm #

    sou eu, a fê. seu texto é um respiro, oliveros. fez meu domingo ficar melhor. e quando se tem uma mega nuvem negra sobre a cabeça (que insiste em não sair), fazer sorrir através de um post é também uma arte. você é meu artista (de moda, de dança, de letras, de arte e de vida) preferido. sou grata por ser sua amiga. =)

  3. Maria Prata 30 de julho de 2007 às 12:26 pm #

    A frase “pra quem não sai por aí sem roupas” vem exatamente dessa preocupação… não venha me dizer que somos inuteis se todo dia vc tem que escolher uma roupinha pra sair de casa! bjobjo

  4. Sylvain 30 de julho de 2007 às 7:12 pm #

    Amei o texto! É bem por aí. Acho um saco ainda ter que provar pras pessoas -ainda que isso esteja mudando- que a gente rala sim, e muito! Um das melhores coisas que li a respeito do nosso mundão (mundinho já era, né?) recentemente. Bjo grande!

  5. Daniel Amarhal 30 de julho de 2007 às 9:47 pm #

    Nossa… passei no seu Fora de Moda ontem e perdi a coragem de vir aqui porque tinha ainda 3 camisetas para bordar e entregar até amanhã.
    Saio daqui direto para a minha cama com a certeza de que nada é mais importante que fazer aquilo que a gente ama.
    E eu tento fazer, mesmo que aos trancos e barrancos, viu?
    E amo. E me regenero. Me construo a cada agulhada que meu dedo leva, mesmo que o resultado final não agrade a todos!
    Quanto a ser fútil, inútil ou coisa que o valha… um minuto de silêncio!
    Temos coragem para assumir nossos papéis nessa sociedade capital/moralista! E anti-irracional, por que, para fazer e entender a moda é preciso pensar, ao contrário do que dizem muitos!

    Parabéns Maria Prata, Sylvain, Luigi, Bitti, Alexandra Farah, Romeuuu e você, Ricardo Oliveros.
    Vocês sim, são o futuro da nossa moda nacional!

  6. IVAN AGUILAR 31 de julho de 2007 às 11:30 pm #

    Oliveros,
    Eu queira repetir as palavras da Fê.. expressa bem o que eu sinto…. Então fica assim…repito e fica repetido. Te adoro..e…sou grato por ser seu amigo….

  7. Glauco Sabino 1 de agosto de 2007 às 2:39 am #

    Adorei! Acho q todo mundo que trabalha com moda reflete sobre isso em algum momento. Mas, é ótimo quando alguém divide o que pensa e nos mostra perspectivas que não haviamos imaginado. Amooo suas colunas.

  8. Regina 6 de agosto de 2007 às 7:36 pm #

    A gente fica mesmo com essa coisa, crescendo dentro da gente, de dizer ´péraí! Minha vida não é champanhe e glamour! tem um batidão do outro mundo!”… foi tudo!
    E eu pensando em mandar pra todos os meus amigos politécnicos que me olham com aquele esnobismo de quem faz “coisa importante”.
    Um abraço!!!!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Veja no BlogView « Fora de Moda - 29 de julho de 2007

    […] Veja no BlogView Na minha coluna de domingón no BlogView vou falar da arte de viver de moda no país, no texto A gente somos inútil!!!! […]

  2. Oficina de Estilo » Blog Archive » passa nuvem negra - 30 de julho de 2007

    […] tempo de tragédias nacionais e pessoais, a coluna de domingo do Ricardo Oliveros no BlogView é um respiro – e uma direção, um sentido super bonito pra gente trabalhar/amar/viver a moda. […]

  3. Roseana Sarney será Ministra da Cultura??? « Fora de Moda - 4 de agosto de 2007

    […] Quero deixar claro, que tudo são conjecturas, suposições, ok? Isto é blog de moda e arte, e fico preocupado com os destinos culturais do meu país. E espero que certas coisas não se repitam.E não acharem que aqui é um lugar só de futilidades e inutilidades. […]

  4. A REPULSA QUE A MODA PROVOCA « dus*****infernus - 3 de setembro de 2007

    […] o artigo de Guy Trebay publicado primeiramente no New York Times não deu pra não pensar em um texto do Oliveros para o Blog […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: