Dilemas de sábado à noite

13 ago

04.jpgLUIGI DIZ:Meu sábado foi um tanto quanto agitado. Pelo menos de noite, já que o dia foi um tédio só. Tinha 3 festeenhas para ir, mas no fim acabei só conseguindo ir em duas, o que eu estou me lamentando até agora, mas isso não vem ao caso. Enfim, a primeira festa, que começava mais cedo e que estava marcada faz mais tempo, era de aniversário de uma amiga minha. Foi na casa dos pais dela, cheia de convidados familiares e amigos. As outras duas que eu tinha depois, eram mais descoladinhas – pelo menos esteticamente falando -, me deixando mais à vontade com o que eu queria vestir.

Na primeira festa ia ter gente muito, muito careta, que ia olhar estranho, como realmente olharam, para qualquer composição de estilo ou peça de roupa fora de um guarda roupa masculino convencional – convencional, tá? De convenções! – e as outras duas até permitiam uma produção mais divertida. Enfim, a festa não tinha traje específico nem nada, já que era só um “get together” de amigos. Mas mesmo assim, fui avisado por um amigo para pensar bem no que ia vestir para não virar a atração principal da festa. Entrei em mini pânico, né? Porque queria fazer uma mini produçãozinha para as outras festas, mas também não queria chocar os pais da menina. Imagina depois: “filha, olha só com quem vocês está andando!”. No fim, o frio que baixou aqui em São Paulo acabou me ajudando… Mas eis meu dilema: será que a gente tem que sempre se adequar a situações como essa, ou devemos meio que ligar o foda-se e sair do jeito que a gente quer?

Fiquei pensando bastante sobre isso e acho que tem casos e casos. Quando é uma festa mais séria, tipo que tem traje específico escrito no convite, ai acho bom se adequar, por uma questão de respeito mesmo. Fora isso, acho que a gente tem que se vestir do jeito que a gente quer. É mais ou menos aquilo que eu falei numa coluna antiga aqui. Que se agente for sempre se moldando à convenções sociais, vai demorar muito para algo mudar na moda, e principalmente masculina.

Lógico que não precisa ser nada extremado. Como em tudo nesse mundo, bom senso é fundamental. Ninguém precisa sair de casa com uma saia à la Gaultier, nem numa explosão de cores fluo – quase o meu caso -, muito menos de legging e maxi-pull, para ir numa festa ou evento do tipo que eu tive. Mas dá muito bem para is misturando peças e elementos mais modernos e não convencionais com outros mais clássicos. Assim dá para montar um look que não fica careta de mais e nem moderno/fashionista em excesso.

Recomendações da semana

Durante semana passada acabei lendo várias matérias falando sobre novas – algumas novíssimas, com 2 meses de vida apenas – marcas de moda masculina que andam pipocando pelo hemisférios norte. Então resolvi compartilhar algumas coisinhas aqui.

102.jpgPara começar a última edição do JC Report, um relatório ótimo para quem quer ficar sabendo o que acontece de novo por ai, e não só o que se passa no mainstream da moda. Enfim, está última edição veio focada exclusivamente na moda masculina. Mas não vá esperando resenhas ou análises da última coleção da Prada, Burberry e afins. O foco é justamente nas marcas menores que acabam sendo ofuscadas pelo grande hype ou buzz que a grande mídia faz em torno de marcas mais conhecidas. Vale a pena ler, e depois ir fuçar o site das marcas que eles citam lá.

Depois a novíssima marca de Nova Iorque, S2VS, que acaba de lançar sua primeira coleção, para o verão 2008. No fundo, não é nada do que a gente não tenha visto antes, mas eu gostei bastante de algumas peças, com um certo frescor jovem meio à la London East End… Enfim, a coleção tem um quê meio rocker, meio Hedi Slimane, com bastante shorts curtinhos, silhueta bem slim, com bastante skinny, camisetas mais longas com estampas gráficas e até algumas peças metalizadas – amei a calça dourada, quero já!

Anúncios

3 Respostas to “Dilemas de sábado à noite”

  1. Glauco Sabino 13 de agosto de 2007 às 5:50 pm #

    Vestir-se como a gente quer é sempre uma boa, é sempre sinal de auto-confiança, de um desejo de fazer a moda masculina evoluir… Mas, na minha opinião, quando a roupa começa a chamar atenção de forma não muito positiva, é constrangedor. E isso é um pulo para o título de fashion victim e, pior, deselegante… Medaaaaa! rs

  2. dusinfernus 30 de agosto de 2007 às 3:36 am #

    essa calça prata é a sua cara, luigi

Trackbacks/Pingbacks

  1. Dilemas de sábado à noite « . ABOUT FASHION . - 13 de agosto de 2007

    […] Leia mais. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: