no sartorialist: transformação de estilo

11 set

OFICINA DE ESTILO DIZ: Tem esses posts no Sartorialist mostrando a transformação de estilo de duas meninas em um ano, registradas sem querer pelo Scott Shumann, dono do blog. Diz que quando ele foi fotografar uma das moças ela conversava com ele como se eles já se conhecessem e ele demorou pra entender pela diferença de aparência dela entre um encontro e outro. No blog ele conta a história toda e ainda reflete sobre o que motivou/provocou essas mudanças.

sartorialistny2.jpg

OFICINA DIZ: Uma das moças é de Chicago e tinha acabado de se mudar pra NY (as duas se mudaram pra lá, na verdade). Ele diz que o sorriso dela é a única coisa que permanece igual da primeira foto pra segunda – ela deu uma super sofisticada no look depois de passar um ano em NY, estava super mais urbana. Ela diz que as lojas bem mais legais e comprar menos em shoppings foi o que mais ajudou a moldar o ‘novo estilo’, a fez por pra fora quem ela sempre achou que foi, mas não era (ainda). Mas se estilo é refletir do lado de fora o que a gente é do lado de dentro, então o que tá em volta da gente não pode ser unicamente responsável por mudanças assim, não? Alguma coisa do lado de dentro tem que acontecer também!

sartorialistny1.jpg

OFICINA DIZ: Acontece que o autor do blog diz que o que mais impressiona nele na conversa sobre a mudança de look é o fato dela ter mencionado que não conhecia ninguém quando se mudou pra NY. Ele acha que o que mais conta é o fato de não ter medo de experimentar e nem de não ser aprovado no “grupo” por causa de um look mais original (essa insegurança – que todo mundo tem! – de pertencer ou não, de ser aceito ou não…. uó!). E ainda desafia a gente a pensar se todo mundo não mudaria ou aperfeiçoaria alguma coisa no look se não fosse pelo povo que tá em volta!

nossos-looks.jpg

OFICINA DIZ: Às vezes a gente precisa mesmo de alguma coisa maior pra dar uma chacoalhada. Mas não é só uma questão geográfica – no trabalho eu e a Cris vemos motivações diferentes todos os dias: gente que casa, gente que muda de emprego, gente que tem filho, gente que se desapaixona, gente que muda de grupo de amigos… A gente super se identifica porque as duas mudaram de área profissional, uma casou e a outra morou a vida toda em cidade de praia antes de vir pra SP. Alguém mais tem história-fashion pra contar?!??

Anúncios

6 Respostas to “no sartorialist: transformação de estilo”

  1. raq 11 de setembro de 2007 às 7:51 am #

    oi. eu concordo com o scott. pesa muito as pessoas com quem vc interage, talvez seja o fator mais relevante no modo de se vestir, e principalmente numa transformação. acho que o maior problema nem são os amigos, mas sim o círculo profissional.

  2. Pedro 11 de setembro de 2007 às 4:59 pm #

    Vou compartilhar que adoro subir a Casabranca até a Paulista para pegar o ônibus todos os dias de manhã e quando viro para trás vejo que as pessoas estão cho-ca-das olhando, huauhauhauhauha.

    É triste pensar que no Brasil, o que te define como hetero ou homo, são as roupas que você usa, enquanto na Inglaterra os jovens adultos passeiam para lá e para cá com lenços palestinos pendurados pelo “corpo”.

    Beijos.

  3. dusinfernus 12 de setembro de 2007 às 1:02 am #

    em Londres, numa longa estadia, eu pintei o cabelo de azul marinho
    e sabe que se achasse essa tinta aqui eu pintaria de novo porque ficou ótimo, nem tão clubber, nem tão grecin 2000
    mas a cidade me encorajou
    a Olívia já falou sobre isso na polêmica sobre moda de rua e uma coisa é certa, Londres te encoraja pra se jogar e descobrir o seu estilo, parece coisa de gente metida, mas é verdade

  4. Jodie 17 de setembro de 2007 às 5:59 pm #

    História-fashion, o termo é ótimo!

    Acho que todas nós passamos por várias historinhas-fashion durante a vida.

    No colégio, quando você já não é mais obrigada a usar uniforme… Na faculdade, quando você finalmente entra pra sua tribo…

    Nessa fase eu cortei todas as minhas calças, camisetas e moletons (essa era a base do meu guarda-roupa teen) porque o carinha que eu paquerava usava calças curtas e blusas esgarçadas – o que eu achava s-i-m-p-l-e-s-m-e-n-t-e lindo e sexy!

    No trabalho, o dress-code obrigatório mas que permite o toque pessoal – para o bem ou para o mal.

    O legal é sacar que roupa é, sim, uma forma de interagir com o ambiente. E se o ambiente é criativo e desprovido de preconceito, melhor!

  5. Glauco Sabino 4 de outubro de 2007 às 4:11 am #

    Eu morava no interior e comecei a sair de balainha em SP por causa de um namorado que arranjei. Hoje, só fico me perguntando como ele tinha coragem de sair comigo pra rua: eu usava uma calça wrangler de brim bege com uma blusa da Siberian 3 vezes maior que eu, de tricô, por dentro da calçaaaaa!!! Consegue compor na cabeça essa imagem tenebrosa??? Depois de quatro anos depois, uma faculdade, 2 SPFW, um blog de moda e um monte de amigos novos, estou aqui. Acho que bem melhor, né??? Mas, ainda sinto que tô mudando.

Trackbacks/Pingbacks

  1. Oficina de Estilo » Blog Archive » no blogview: transformações de estilo no sartorialist - 11 de setembro de 2007

    […] Nossa coluna nessa terça no BlogView conta historinhas que o Scott Schuman, do blog Sartorialist, contou há pouco. Meninas que foram fotografadas logo que se mudaram pra NY foram fotografadas de novo, um ano depois, e parecem outras pessoas (beeeem mais legais). E a gente sabe que a coisa mais urbana influencia, mais opções de lojas facilitam e a infinita variedade de estilos disponíveis na rua super inspiram. Mas estilo é o reflexo do que a gente é por dentro, só que do lado de fora, não é? Então pra mudar o de fora, alguma coisa do lado de dentro tem que acontecer antes! […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: