O WORK IN PROGRESS DE DUAS MARCAS: MARNI E JIL SANDER

28 set

VITOR DIZ: A moda precisa sempre do novo, do diferente, do que surpreenda, o que nem sempre tem muito relação com o trabalho de inúmeros estilistas que não possuem inspirações, não mudam “radicalmente” de uma estação para outra e perseguem seus instintos e visões como uma verdadeira obsessão e obstinação. No Brasil, o exemplo maior é Clô Orozco e sua Huis Clo na busca da modelagem perfeita da desconstrução.

Em pleno mundanismo da semana de moda de Milão que apresenta as coleções de prêt-à-porter para o verão 2008 e acontece até sábado, dia 29 de setembro, se destaca o trabalho sério, honesto com suas próprias vontades e completamente obsessivo e obstinado de Consuelo Castiglioni para a Marni e de Raf Simons para a Jil Sander.

São detalhes aprimorados, outros pesquisados a partir de experiências de coleções anteriores mas que não surgem da obrigação com uma tendência e sim como trabalho de construção de uma certa imagem que pretende-se universal e para todos os tempos para as suas respectivas marca, assim como hoje enxergamos a Chanel e seu tweed ou Dior e suas saias amplas e a feminilidade que Galiano a leu como teatral, inserindo um elemento a mais na nossa visão sobre a marca.

Na Marni, agora com uma eterna vontade de tecidos tecnológicos na pauta do dia das tendências, podemos acreditar que o impacto dos emborrachados possam estar mais domesticados aos nossos olhos, assim como a fantástica cartela de cores e as sempre inesperadas aplicações nos looks mas eles compõem a vontade por formas circulares, que é o desenho da marca e que os traços continuam firmes para o verão, seja nas estampas, acessórios ou mesmo em shapes ovo, balonê ou em certas mangas que remtetem a Lanvin inverno2007.

Detalhe: as estampas com riscos, desenhos leves e mudanças mínimas no tom da cor são de uma beleza rara e lembram a delicadeza das estampas da Huis Clo para esse verão.

 marni.jpgmarni-circular.jpgmarni-circular-2.jpgmarni-circular-3.jpg Marni verão 2008

Raf Simons vem fazendo um trabalho primoroso na Jil Sander. É estarrecedor que de uma vontade de construção ele reergue uma marca com tamanho impacto sem mudar o estilo. Basta rever as coleções passadas e perceber que tudo sempre estava lá. Mas a construção se aprimora, se alonga e ganha colorido único e especial.

Detalhe: as cores de Raf Simons causaram o mesmo impacto que tive quando vi as pilastras sempre de concreto do Masp ganhar o tom vermelho por desejo do projeto de Lina Bo Bardi. Parece que o Masp sempre teve aquela cor.  Assim como vendo o desfile da Jil Sander, nunca mais olharemos o seu “minimalismo” sem pensar nas suas cores para a arquitetura perfeita que Raf desenha para a imagem da marca.

jil.jpgjil-2.jpgsapato-construido-jil.jpgjil-3.jpg Jil Sander verão 2008

Anúncios

2 Respostas to “O WORK IN PROGRESS DE DUAS MARCAS: MARNI E JIL SANDER”

  1. forademoda 30 de setembro de 2007 às 3:26 pm #

    O que a Beth tem Ditto deste minimalismo todo?????

Trackbacks/Pingbacks

  1. MARNI E JIL SANDER NA COLUNA DUS*****INFERNUS NO BLOGVIEW « dus*****infernus - 29 de setembro de 2007

    […] Setembro 28th, 2007 · No Comments Como mudar sem mudar nada, o caso Marni e Jil Sander é tema da coluna Dus*****Infernus lá no Blogview! […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: